Colégio Cantareira

educ. infantil
fundamental 1
fundamental 2
Colégio Cantareira | berçário
Colégio Cantareira | proposta berçárioProposta
Enquanto aprende a contorcer o abdômen, rolar, rastejar, sentar, ficar de pé e andar, (o bebê) não apenas está aprendendo aqueles movimentos como também o seu modo de aprendizado. Ele aprende a fazer algo por si próprio, aprende a ser interessado, a tentar, a experimentar. Ele aprende a superar dificuldades. Ele passa a conhecer a alegria e a satisfação derivadas desse sucesso, o resultado de sua paciência e persistência.
Emmi Pikler
Colégio Cantareira | berçário
O trabalho em nosso berçário é fundamentado na Abordagem Pikler-Lóczi que tem 2 eixos norteadores de nossa prática: a valorização do vínculo entre o bebê e a educadora e o brincar livre. Neste sentido, a construção do vínculo se dá através dos cuidados diários, no banho, nas trocas e na alimentação onde a tranquilidade no toque e na fala da educadora, que conversa com o bebê olhando-o nos olhinhos e sem pressa, vai tecendo a confiança que o bebê precisa para se desenvolver em uma ambiente em que ele se sinta seguro. Assim, o bebê passa a participar de forma ativa tanto dos momentos de cuidados quanto dos momentos em que é estimulado a juntamente com outros bebês, interagirem com diferentes materiais e objetos. Dentro desta abordagem a evolução psíquica e motora dos bebês irá garantir que eles se sentem, engatinhem ou andem sem que se antecipe etapas ou que coloquemos os mesmos em uma posição que não tenha ainda sido conquistada por eles.

Linguagem: Bebês emitem sons desde muito cedo. O balbucio é sua forma de comunicação e de imitação do universo que o cerca. Ao balbuciar e receber a resposta do adulto o bebê é estimulado a continuar uma espécie de jogo de comunicação, que vai além da linguagem falada, e se dá por meio de gestos, sinais, linguagem corporal, artifícios que dão significado e apoiam o desenvolvimento da linguagem dos bebês.

Primeiros contatos com a linguagem artística: Nossa inspiração para o trabalho de artes com bebês vem da arte-educadora, artista plástica dinamarquesa Anna Marie Holm. A proposta sugere diversificar ao máximo os suportes (onde se pinta ou registra algo) e os recursos para além da imaginação! Nossas experiências vão desde a pintura no guarda-chuva até o colorir o escorregador do parque, pintar a grama, peças de roupas velhas estendidas num varal. Com essa prática, rompemos com a tradicional imagem da produção de arte de crianças em que os pequenos sentam por alguns minutos na cadeira, com uma folha na mesa e um pincel na mão. Aqui para fazer arte é preciso experimentá-la, senti-la, vivê-la.

Estímulos táteis: Estes estímulos são contemplados em diversos momentos de nossa rotina com os bebês permitindo a eles, explorarem recursos e materiais diferenciados como mingaus para pintar e tintas naturais feitas de frutas. As experiências sensório-motoras de toque de materiais como gelatina, macarrão, geleia, sagu são momentos em que os bebês podem brincar, amassar, pintar e sentir.

Estímulos olfativos: Em nossa caixa de sensações temos os sachês, os “cheirinhos”, para que os bebês, durante nossa roda de exploração, possam descobrir os aromas da natureza. Trabalhamos com sachês de folhas de capim-cidreira, cravo da índia, canela, erva-doce, hortelã, manjericão, entre outros.

Estímulos visuais: Para estimular os bebês, trabalhamos com alguns recursos variados desde papel celofane ao reflexo de um cristal sob a luz do sol na produção de prismas. Móbiles de cds, bichinhos e miçangas são ótimos recursos para entreter e estimular os pequeninos.

Estímulos auditivos: Em muito momentos trazemos para nossas cantigas alguns instrumentos como pau de chuva, pandeirinho, maracas e chocalhos a fim de explorar as sensações com estes estímulos sonoros.

Estímulos gustativos: Além dos momentos de alimentação inseridos na rotina dos bebês, organizamos momentos de degustação de alimentos (frutas variadas, biscoitos caseiros, bolo, gelatina, geleias, entre outros), para que possam experimentar e descobrir, cores, sabores, texturas e sensações desde o toque com as mãozinhas ao sabor de cada um destes alimentos.
Colégio Cantareira | berçário
Saiba mais
Colégio Cantareira | atividades berçário Colégio Cantareira | diferenciais berçário Colégio Cantareira | horários berçário
/COLEGIOCANTAREIRA
/COLEGIOCANTAREIRA
Avenida José da Rocha Viana, 475/499
Pedra Branca • São Paulo • SP
Educação Infantil: (11) 2231-7789
demais cursos: (11) 2232-8444
PARCEIROS