EDIÇÕES ANTERIORES:
01
02
03
04
05
06
07
08
09
10
11
12
13
14
15
16
17
18
 - ed. 16  •  abr/18 - 

- BERÇÁRIO -


Bibiii!!! Arthur e o carrinho...
O cenário do parque em um dia de sol entre nuvens é ideal para os jogos livres entre os bebês do berçário, onde os brinquedos e objetos tornam-se desafiadores para suas pesquisas.
"Bibiii"
"Frum, frum" 
Concentrado e disposto a sentar, tenta ajustar seu corpinho em cima do carrinho, até que consegue, equilibrando-se sobre o carrinho com as mãos levemente elevadas. O domínio de seu próprio corpo permite que ele consiga dominar o mundo que o rodeia. 

- G2 -


Mãos que exploram!
A turma do G2B Arco Íris vivenciou uma experiência inusitada com areia colorida  no ateliê, aprendendo por meio da exploração e descoberta. As mãozinhas inauguram as coisas que as cercam, descobrem por si mesmas as materialidades dos abjetos e materiais. 
Na primeiríssima infância tudo é novidade, a areia colorida encanta por sua cor e textura, tornando-se um elemento de investigação que vai sendo modificado e vai tomando forma ao ser manuseado. As mãos que fazem, mexem, exploram...

- G3 -


Pintando a casa da dona Aranha 
Uma "inquilina" muito interessante habita a rampa de acesso para a sala do G3 Jacaré Frozen e vem deixando as crianças muito curiosas com sua teia. 
Todos os dias antes de ir para a sala as crianças conversam e observam a grande teia que vem se formando e ganhando forma.
Nesta vivência as crianças pintaram com as mãos o entorno da teia, entusiasmados com as cores produzidas e misturadas. A ponta dos dedos desenhavam a grande teia da dona Aranha, e promoveu também uma rica pesquisa sobre este ser tão curioso. 

- G4 -


O brincar potente!
As crianças potentes de criatividade, no momento do brincar, exploram o ambiente que as cercam e constroem seu mundo da imaginação.
O simbólico é parte do cotidiano das crianças do G4 que incorporam papéis, se concentram e se dedicam a criar, onde o inesperado acontece,
panelas viram tambor e baquetas para um show de música. Um lindo show de música!

- G5 -


Brincando de recitar!
Nesta faixa etária as crianças potente passam a demonstrar maior interesse pelo universo da escrita, e para contribuir com os futuros leitores e escritores buscamos estratégias lúdicas que favoreçam os conhecimento acerca das letras do alfabeto.
Nesta atividade usamos a massinha que é um material apreciado pelas crianças e utilizado no seu cotidiano. Com o apoio do alfabeto da sala formam as letras e as organizam na sequência, enquanto brincam de recitar! A partir desta experiência as aprendizagens tornam-se prazerosas, além de possibilitar que, através das interações, o grupo amplie os conhecimentos sobre este universo. 

- 1º ANO C -


Aprendendo sobre escrita
Na fase da alfabetização  importante  que as crianças estejam inseridas em um ambiente rico em materiais que apresentem variedade de suportes gráficos e diversidade de gêneros textuais. Além deste material as atividades lúdicas potencializam as aprendizagens.
Nesta atividade, após a leitura do livro "O gigante egoísta", com o uso do alfabeto móvel as crianças foram convidadas a escrever uma lista de palavras, uma delas era CASTELO, lugar onde o gigante morava.
Em duplas refletiram e discutiram sobre as partes da mesma, quais as melhores letras para esta escrita. 

- 2º ANO A -

 

 Professora Larissa 


A turma do 2ª ano A produzindo um texto coletivo sobre os direitos das crianças tendo uma aluna alfabética como escriba
Esse tipo de atividade é muito importante para o avanço de todas as crianças da sala independente da hipótese de escrita em que elas se encontram, pois para produzir texto a criança não precisa estar alfabética, saber ler e escrever. Todos podem fazer contribuições com ideias que ajudam a configurar e melhorar a maneira de escrever deixando o texto compreensivo é agradável para a leitura. 
Nessa atividade é evidente a necessidade de existir cooperação entre eles envolvendo a situação que as crianças precisam ceder para aceitar a ideia do outro e também defender suas ideias para acrescentá-la ao texto.

- 3º ANO C -


 Professora Kátia 


Estudo do meio: Momentos de aprendizagens significativas
Observar fora de seu espaço de vivência escolar pode revelar e mostrar o que existe por trás do que se vê, lê ou do que se ouve. além disso, esta é uma boa oportunidade para descobrirmos problemas e pensarmos sobre a responsabilidade social. Assim, os alunos do 3º ano C realizaram uma investigação no entorno da escola explorando o quarteirão e descobrindo coisas para além dos livros didáticos.

- 4º ANO B -


 Professora Lilian 


Pesquisa sobre alimentação
A turma do 4.º ano B para ampliar alguns conhecimentos adquiridos com relação à alimentação indígena, portuguesa e africana na época da colonização, fizeram uma pesquisa sobre as influências desses diferentes grupos e que se refletem em nossos hábitos alimentares de hoje.
Com suas famílias prepararam a receita pesquisada. Apresentaram suas pesquisas e conclusões para o próprio grupo e para alguns grupos visitantes. Estas atividades possibilitam aos alunos desenvolver a sociabilidade, a capacidade de dialogar com outras pessoas e ter contato com diferentes pontos de vista, favorecendo assim, a aprendizagem. Elaboraram uma ficha sobre o alimento da sua pesquisa e tiveram a oportunidade de provar o alimento que outros colegas prepararam.

- 5º ANO C -


 Professora Sueli Lucena 


Quebrando os paradigmas...
A Matemática é para a grande maioria dos alunos do 5 ano C, uma grande paixão. 
Esta turminha que se denomina "Jumanji", enfrenta cada novo desafio que lhes é apresentado sempre de forma motivada gerando muitas trocas entre eles e as descobertas são sempre comemoradas. 
Neste finalzinho de abril, retomamos o estudo de fração abordando ideias já apresentadas no 4 ano. Os alunos foram convidados a refletir sobre os usos das frações no nosso dia-a-dia e perceberam o quanto a matemática está presente na nossa vida e o quanto ela é importante. Daí, o ensino dela torna-se significativo. Uma das nossas melhores estratégias no ensino da matemática tem sido o jogo. De forma lúdica e prazerosa , os alunos colocam em prática tudo o que aprenderam sobre o conteúdo estudado.  
"Frações da Sorte" é um jogo divertido e fácil de realizar, que desenvolve o cálculo a partir da análise das quantidades, comparação de frações e habilidades de representações. 

- JOGOS INTERCLASSES -

 

No ano em que não há Olimpíada no Cantareira, as turmas têm jogos interclasses que avaliam o trimestre e oferecem a participação saudável no esporte dentro da escola. Os alunos escolhem modalidades e se organizam e os jogos acontecem durante uma manhã. Ocorrem entreveros que são oportunidade para se discutirem questões atitudinais que refletem não só nas práticas esportivas como na vida dos adolescentes e jovens.

- AULA DIALÓGICA -

 

Não há espaço para uma boa aprendizagem com a velocidade da vida contemporânea para aulas que não tragam o dinamismo do bom diálogo. Uma história bem contada interativamente leva à aprendizagem e permite que se ampliem os repertórios dos alunos. Acima, observa-se uma aula de História da Arte em que a participação ativa é a contemplação das obras e a discussão de suas características e a interpretação de cada um no diálogo com o professor. O papel do professor é essencial na construção dos conhecimentos.




Avenida José da Rocha Viana, 475/499 • Pedra Branca • São Paulo • SP
educação Infantil: (11) 2231-7789 • demais cursos: (11) 2232-8444






This email was sent to *|EMAIL|*
why did I get this?    unsubscribe from this list    update subscription preferences
*|LIST:ADDRESSLINE|*

*|REWARDS|*